Posts

Weak Magic - Battle Mage Secrets - Splinterlands[ENG-PT]

avatar of @lincemarrom
25
@lincemarrom
·
·
0 views
·
8 min read

Banner made by me, using Canva All the images from the banner are from @Splinterlands


Clique aqui para ler o post em português!


English

Magic attack monsters are the most powerful in Splinterlands, and this is due to the fact that they are the only ones that can attack directly on their target's life, ignoring any armor they may have. However, in the Weak Magic ruleset, things don't work quite like that, since it means that this type of attack is also barred by armor.


Weak Magic Ruleset Icon

With this in mind, it's pretty obvious what the first thing to do is to combine a monster with armor and one that has the ability Repair, which regenerates 2 points of this attribute per round.

High armor stat monster with Repair ability

And to combat this powerful defensive combination, there's nothing better than using Shatter, a skill that ends the enemy's armor by hitting it with a successful attack.


Monster with Shatter ability

For this reason, the summoner Immortalis becomes one of the best options, as it prevents this armor regeneration, as well as helping you against magical damage, thanks to providing the skill Void, which reduces damage from this type of attack by 50%.

However, the fact that this ruleset is present puts Range and Meele attacks on the same level as magic ones, with the sole exception that the latter does not have the possibility of dodging them, only with a specific skill. This makes it possible to use multiple types of attack, as you don't know how your opponent will behave, since Weak Magic brings with it a huge number of possible strategies to build.

I faced this ruleset in a recent tournament I took part in, which included two other rules: Holy Protection: All monsters receive the ability Divine Shield, making them totally immune to any damage from an attack.


Holy Protection Ruleset Icon

Close Range: Range-type monsters can attack from the front line.


Close Range Ruleset Icon

Only two elements were available: Water and Life. Despite this, I already had an excellent strategy in mind.

Starting with the summoner, I chose the Kelya Frendul, which provides 1 point of armor for each of my monsters, as well as adding 1 point of speed.

At the front, I put one of the best defensive options in my opinion, for the Weak Magic rule, the Diemonshark. It has a considerable amount of life and armor, making it excellent for this purpose.

Right behind it, I put the Chaos Agent, which would only serve to hold off a few attacks.

Then I added my arsenal of Ranges. 4 in all, which in addition to having a relevant attack for the level of the tournament, are great in terms of life. And as they could attack from the front line, for me this would be the best strategy, given all the rulesets present.

My opponent brought Lux Vega, an improved version of Kelya.

In addition, he put in two magic monsters, one of which is Doctor Blight, which can apply Poison to the monsters. This idea is quite interesting, since this effect ignores armor and there is no rule or ability that changes this, as well as being able to pass through Holy Protection. That would be his main weapon to try and beat me.

The other Magician was the Djinn Renova, which was right behind the Pelacor Conjurer, two excellent options to hold off my team's offensive, since they have a relevant amount of life, in addition to the +2 boost for each card on the field, thanks to the Djinn's summoner + ability Strengthen.

He also added a healer, Venari Crystalsmith. I didn't have any cards to cancel the heals, so I had to rely on my team's damage to win.

After the end of the first round, things didn't look so good for me. The Blight manages to apply Poison on my tanker right away, while I had dealt little damage to his monster in front. The fact that he has Flying, which increases his chances of dodging an attack by 25%, made it a bit difficult for my team to do anything. However, the fact that the effect was applied to my tanker meant that it activated his Enrage, an ability that increases his attributes when he loses part of his life. This could be my weapon to defeat him.

In the second and third rounds, he manages to apply two massive attacks for 5 damage. This, combined with the attack of my Ranges, which attacked before the healer, meant that she was unable to regenerate the monsters' health, rendering her useless. That's the power of having high speed and attacking before your opponent.

Then, in round number 7, my team finishes eliminating the last monster, making me the winner of this battle.


Click here to watch the full battle!


This battle showed the power of having high speed combined with a strong attack. Ideally, your whole team should be able to attack first, or in the opposite case, last, because then there will be no way for your opponent to defend themselves. As you can see, in theory my opponent had a certain advantage over me when it came to defensive attributes, but they were to no avail as his monsters suffered an attack that managed to eliminate them one by one without his healer being able to do anything. And all of this started because of a skill that could be fundamental to the opponent's victory, which was the Poison loaded onto the Doctor Blight.


All the images are from @Splinterlands Divider By: @freeztag


Are you not playing Splinterlands yet? Click HERE and play with me!


Português

Os monstros de ataque Mágico, são os mais poderosos em Splinterlands, e isso se deve ao fato de que são os únicos que podem atacar diretamente sobre a vida do seu alvo, ignorando toda e qualquer armadura que ele possuir. No entanto, na regra de batalha Weak Magic, as coisas não funcionam bem assim, uma vez que ela faz com que esse tipo de ataque também seja barrado pela armadura.


Ícone da regra de batalha Weak Magic

Com isso em mente, fica meio óbvio qual é a primeira coisa que devemos fazer, que é combinar um monstro com armadura e algum que possua a habilidade Repair, que regenera 2 pontos desse atributo por rodada.

Monstro com grande quantidade de armadura + habilidade Repair

E para combater essa poderosa combinação defensiva, nada melhor que usar o Shatter, uma habilidade que acaba com a armadura do inimigo ao acertar um ataque bem sucedido sobre ele.


Monstro com a habilidade Shatter

Por esse motivo, o invocador Immortalis se torna uma das melhores opções, pois impede essa regeneração de armadura, além de lhe ajudar contra os danos mágicos, graças ao fornecimento da habilidade Void, que reduz em 50% os danos por esse tipo de ataque.

No entanto, o fato dessa regra de batalha se fazer presente, coloca os ataques do tipo Range e Meele no mesmo nível dos mágicos, com uma única exceção de que esse último não tem a possibilidade de esquivar deles, apenas com uma habilidade específica para isso. Isso torna viável o uso de múltiplos tipos de ataque, pois você não sabera de que forma seu adversário irá se comportar, já que o Weak Magic trás uma quantidade enorme de possíveis estratégias a serem construídas.

Enfrentei essa regra de batalha em um torneio recente que eu participei, que além dela, mais outras duas regras estavam inclusas: Holy Protection: Todos os monstros recebem a habilidade Divine Shield, ficando totalmente imunes a qualquer dano por um ataque.


Ícone da regra de batalha Holy Protection

Close Range: Monstros tipo Range podem atacar da linha de frente.


Ícone da regra de batalha Close Range

Apenas dois elementos estavam disponíveis: Água e Vida. Apesar disso, eu já tinha uma excelente estratégia em mente para bolar.

Começando pelo invocador, escolhi a Kelya Frendul, que fornece 1 ponto de armadura para cada um de meus monstros, além de adicionar 1 ponto de velocidade também.

Na frente, coloquei uma das melhores opções defensivas em minha opinião, para a regra Weak Magic, o Diemonshark. Ele possui uma quantidade de vida e armadura consideráveis, sendo excelente para tal.

Logo atrás, coloquei o Chaos Agent, que serviria apenas para segurar alguns ataques.

E então, coloquei meu arsenal de Ranges. 4 ao todo, que além de possuir um ataque relevante para o nível do torneio, são ótimos em questão de vida. E como poderiam atacar da linha de frente, pra mim essa seria a melhor estratégia, dadas todas as regras de batalha presentes.

Meu oponente trouxe a Lux Vega de invocador, sendo ela uma versão melhorada da Kelya.

Além disso, ele colocou dois monstros mágicos, sendo um deles o Doctor Blight, que pode aplicar Poison sobre os monstros. Essa ideia é bastante interessante, já que esse efeito ignora a armadura e não existe regra ou habilidade que mude isso, além de poder passar pelo Holy Protection. Essa seria a sua arma principal para tentar me vencer.

O outro Mágico era a Djinn Renova, que ficou logo atrás do Pelacor Conjurer, duas excelentes opções para segurar a ofensiva do meu time, já que possuem quantidade de vida relevante, além do boost de +2 pontos para cada carta em campo, graças ao invocador + habilidade Strengthen da Djinn.

Ele também adicionou uma curandeira, a Venari Crystalsmith. Eu não tinha nenhuma carta para cancelar as curas, então teria que contar com o dano da minha equipe para vencer.

Após o final da primeira rodada, as coisas não pareciam tão bem para mim. O Blight consegue aplicar Poison sobre meu tanker já de primeira, enquanto eu havia causado pouco dano sobre o seu monstro da frente. O fato dele possuir Flying, que aumenta em 25% as chances de se esquivar de um ataque, acabava dificultando um pouco a ação do meu time. No entanto, o fato do efeito ter sido aplicado sobre meu tanker, fez com que isso ativasse seu Enrage, habilidade que aumenta seus atributos ao perder parte de sua vida. Essa poderia ser a minha arma para derrotá-lo.

Na segunda e terceira rodadas, ele consegue aplicar dois ataques massivos de 5 de dano. Isso, combinado ao ataque dos meus Ranges, que atacavam antes da curandeira, fizeram com que ela não conseguisse regenerar a vida dos monstros, tornando-a inútil. Esse é o poder de você possuir alta velocidade e atacar antes do que seu adversário. .

Então, na rodada de número 7, meu time termina de eliminar o último monstro, fazendo com que eu vença esta batalha.


Clique aqui para ver a batalha completa!


Essa batalha mostrou o poder de ter uma alta velocidade, combinada a um forte ataque. O ideal é que todo o seu time consiga atacar primeiro, ou no total oposto, por último, pois então não terá como o seu oponente se defender. Como você pode ver, na teoria meu oponente tinha certa vantagem sobre mim, com relação a atributos defensivos, porém eles não serviram de nada por conta de seus monstros sofrerem um ataque que conseguia eliminar uma por uma sem que sua curandeira pudesse fazer nada. E tudo isso começou por conta de uma habilidade que poderia ser fundamental para a vitória do oponente, que era o Poison carregado sobre o Doctor Blight.


Todas as imagens são do: @Splinterlands Divisor do: @freeztag


Não joga Splinterlands ainda? Clique AQUI e venha jogar comigo!


<a href=https://discord.gg/RsXg2Y62>


Posted Using InLeo Alpha